ARTES
VERTENTES

2018

6 a 16 setembro

Deslize  para direita para ver  todas as imagens

O mote curatorial desta edição "Tiradentes: aldeia universal" fez homenagem à cidade de Tiradentes, que completou 300 anos em 2018. O festival buscou na música, na literatura, no cinema, nas artes cênicas e nas artes visuais os elementos que fazem a universalidade da cidade. Os artistas convidados para participar na sétima edição sublinharam os valores das verdades política, histórica, religiosa, social e estética, para contestá-los e repensar as passagens e fronteiras entre o público, o privado e o íntimo, a construção do indivíduo e da comunidade. 

O Festival Artes Vertentes reuniu cerca de 36 artistas, de 9 países diferentes, tendo como destaque: Mac Adams, Maja Bogdanovic, Serguei Maksimishin, Alioune Diagne, Nuno Ramos, Daniel Rowland, entre outros.

Programação do festival

12 concertos de música clássica

2 exposições de artes visuais  

1 espetáculo de artes cênicas

10 sessões de filmes

Leituras, ciclo de palestras e lançamentos dos livros

Oficinas e visitas guiadas 

Artistas

 

Artes Visuais

Eder Santos | Mac Adams | Serguei Maksimishin (artista em residência) | Ana Alves | Nícia Braga | Caetano Dias | Eduardo Hargreaves | Nuno Ramos  | Rick Rodrigues  | Coletivo Cênica

Literatura 

 

Ricardo Domeneck 

Música 

 

Gustavo Carvalho | Jakob Katsnelson  | Fernando Rocha | Daniel Rowland | Maja Bogdanovic  | Harry Crowl (compositor em residência) | Pedro Durães  | Duo Qattus |

Rommel Fernandes | Felipe José | Elise Pittinger | Sonante 21: grupo de música contemporânea | Coro VivAvoz

Artes Cênicas e Dança

 

Alioune Diagne

Cinema

Juliana Antunes

Palestrantes

Cristina Seabra | Carlos Henrique Falci | Rogério Lopes