Relatório

DESCRIÇÃO DO PROJETO

A oitava edição do Festival Artes Vertentes - Festival Internacional de Artes de Tiradentes aconteceu na cidade de Tiradentes, Minas Gerais, entre os dias 12 e 22 de setembro de 2019. Em 2019, a programação abordou diversos aspectos da comunicação, através do mote curatorial O último grito antes do silêncio eterno. 

O Festival as seguintes linguagens artísticas: artes visuais, música, literatura, artes cênicas e cinema. Foram organizados 18 concertos de música erudita e popular, 3 espetáculos de artes cênicas, 5 exposições de artes visuais, 6 lançamentos literários, 9 sessões de cinema, diversas performances literárias, debates e palestras. A programação contemplou ainda oficinas de literatura e animação, visitas mediadas às exposições com as crianças da rede pública de ensino de Tiradentes e da Ação Cultural Artes Vertentes. 

O festival contou com a participação de mais de 40 artistas de dez países diferentes, entre os quais destacam-se Kristina Blaumane (Letônia), Eliane Coelho (Brasil), Mac Adams (EUA), Scholastique Mukasonga (Ruanda) e Stepan Yakovitch (Rússia). 

   

Público estimado: 5.000 pessoas.

 

PEÇAS

GRÁFICAS

1.000 catálogos

10.000 programas de bolso

2 banners

20.000 postais 

400 cartazes

 
 

PARCEIROS DO FESTIVAL

 

NOSSO COMPROMISSO

SOCIAL COM TIRADENTES

 

Desde 2013, o Festival Artes Vertentes vai além dos dez dias da programação de cada edição. De fevereiro ao início de dezembro, ele promove a Ação Cultural Artes Vertentes, oferecendo gratuitamente a crianças e adolescentes de Tiradentes cursos de música e artes visuais. Em 2019, o curso de artes cênicas passou a integrar o projeto pedagógico da Ação Cultural.

De 2014 a 2018, cerca de 500 crianças participaram das atividades da Ação Cultural, conduzidas por educadores de cada área e/ou artistas internacionais participantes do festival. Parte deste processo é sempre apresentada durante a programação do festival, sob a forma de exposições, animações, concertos e espetáculos teatrais. Desta forma, anualmente, a produção artística das crianças faz parte do diálogo estimulado entre artistas de diversos países em torno de um mote curatorial específico. 

Acreditamos que, promovendo a Ação Cultural, o Festival Artes Vertentes estabelece o seu papel social na comunidade de Tiradentes, contemplando prioritariamente regiões de vulnerabilidade sociocultural e educacional. Através do contato regular com a arte, em suas diversas linguagens e de maneira interdisciplinar, crianças e adolescentes participantes constroem uma possibilidade de mudança, vivendo experiências estéticas e o fazer artístico, por meio de um ensino teórico e prático de qualidade, que contribui para a formação de cidadãos críticos e autônomos. 

Em 2019, a Ação Cultural do Festival Artes Vertentes conta com aulas semanais durante todo o ano nas seguintes áreas:

ARTES VISUAIS

Professoras: Ísis Bey Trindade e Fabíola Ciociola

As aulas de artes visuais acontecem semanalmente na AMAT e na APAE Tiradentes e atende cerca de 70 crianças de 8 a 13 anos.

MÚSICA

Coro VivAvoz
Regente e professora: Renata Vanucci

Composto por cerca de 30 integrantes de 05 a 15 anos, o coro VivAvoz tem ensaios semanais. O coro VivAvoz tem se apresentado em Tiradentes e nas cidades da região em diversas ocasiões durante o ano.

Inicialização Musical
Professor: Tiago Sousa
As aulas de inicialização musical acontecem na AMAT e na APAE Tiradentes, atendendo cerca de 35 crianças. 

ARTES CÊNICAS

Professora: Dorothy Lenner
Assistente: Marlon de Paula

As aulas de artes cênicas acontecem semanalmente e atendem cerca de 25 crianças e adultos. 

Em 2019, a Ação Cultural do Festival Artes Vertentes conta com o apoio e parceria da Prefeitura Municipal de Tiradentes, a Associação de Moradores do Alto da Torre (AMAT), a APAE Tiradentes, a Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

EDUCATIVO ARTES VERTENTES

 

As ações desenvolvidas em diálogo com a programação do Festival, no mês de setembro, compreenderam visitas mediadas às exposições e um concerto didático, com o percussionista Bruno Santos e a violinista Sofia Leandro.

Dentro da programação do festival foi também apresentado o espetáculo “Agora”, concebido e criado pelos alunos da Ação Cultural Festival Artes Vertentes a partir do livro “O Pássaro Azul”, de Maurice Maeterlinck.. O espetáculo foi fomentado pelo Festival Artes Vertentes através das oficinas de teatro, artes visuais e música que integram a Ação Cultural Festival Artes Vertentes.

O Festival Artes Vertentes ofereceu ainda, durante sua programação, uma oficina de animação com a animadora e ilustradora russa Svetlana Filippova; três oficinas de literatura com Ricardo Domeneck, Angélica Freitas e Lívia Natália e uma conversa – com o soprano Eliane Coelho.

 

GALERIA DE FOTOS