Programação 2022

rosa-dosventos copiar.png

NOVEMBRO

DSC_3134_photo_Balazs_Borocz.jpg

10h 

CICLO DE IDEIAS

Autonomia por meio da arte

Sobrado Quatro Cantos
R. da Câmara, 53

Gratuito

A partir da Ação Cultural Artes Vertentes realizada pelo Festival Artes Vertentes em Tiradentes e das atividades realizadas pelo Campus Cultural UFMG, esta mesa propõe uma reflexão sobre autonomia e formação de cidadãos críticos através da arte. A noção de Tiradentes como uma cidade educadora contribuirá para a discussão, formando um tripé com os outros dois atores fundamentais para uma educação cidadã, a saber, as escolas do ensino básico e superior e os núcleos familiares. As redes constituídas a partir das interações entre esses atores sociais compõem um tecido social privilegiado para a emancipação do pensamento crítico e a atuação de cidadãos como agentes culturais capazes de articular de modo independente e contínuo história, memória e arte.

Rogério de Almeida (Prefeitura Municipal de Tiradentes)
Maria Raquel Fernandes (Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, Rio de Janeiro)
Isis Bey e Ísis Alcântara (Ação Cultural Artes Vertentes)

 

Mediação: Josiley Francisco de Souza (UFMG)

Co-realização: UFMG, Campus Cultural Tiradentes e Instituto Rouanet

download (1).png

12h 

MÚSICA

Brasil: retrato de um país através do piano

Igreja São João Evangelista
R. Padre Toledo, 242
R$40 / R$20 (meia-entrada)

Um trajeto de mais de um século de música brasileira - diversas ideias de Brasil manifestadas pelo piano.

 

Alexandre Levy
(1864 - 1892)

Fosca. Fantasia sobre temas da ópera de Carlos Gomes

Oriano de Almeida
(1921 - 2004)

Quando as nuvens eram nossas
Valsa de Paris
Dois prelúdios potiguares
- Caiçara do Rio dos Ventos
- Natal

Francisco Mignone
(1897 - 1986)

Valsa de esquina nº5
Valsa de esquina nº12

Luciano Gallet
(1893 - 1931)

Rapsódia Sertaneja

Heitor Villa-Lobos
(1887 - 1959)

Valsa da dor
A lenda do caboclo

Sérgio Rodrigo
(1983)

Corrupio

Camargo Guarnieri
(1907 -1993)

5 Ponteios

Clarissa Leite
(1917 - 2003)

Lemdas… e nada mais
- O curupira pula na brasa
- A nuvem e o lago
- O duende doido

Cristian Budu, piano
Isadora Rezende, piano
Gustavo Carvalho, piano
Mattheus Versiani, piano

World_Map_Context_Total_en-1.png

15h30 

CICLO DE IDEIAS

Democracia, populismos e polarização

Sobrado Quatro Cantos
R. da Câmara, 53

Gratuito

Segundo o Democracy Matrix, um projeto de pesquisa sediado na Universidade de Würzburg, na Alemanha, o número de “democracias robustas” no mundo diminuiu desde 2017. Uma das supostas causas da decadência democrática é o “populismo”. O número de governos populistas no mundo quase dobrou nos últimos quinze anos, e a qualidade democrática deteriora sob esses governos. É improvável que o populismo desapareça... A questão agora é: o momento populista se transformará em uma era populista – e colocará em xeque a própria sobrevivência da democracia liberal?

Anthony Pereira 

Oswaldo Amaral 

 

Mediação: Adriana Rouanet

Co-realização: UFMG, Campus Cultural Tiradentes e Instituto Rouanet

Congado_in_Minas_Gerais_1876_alt_edited.png

18h 

MÚSICA

Entre ruas e casernas, cortes e terreiros

Igreja São João Evangelista
R. Padre Toledo, 242
R$40 / R$20 (meia-entrada)

Ciganos, judeus, árabes e negros: partituras coloridas pelo imaginário dos excluídos da Europa e da América.

 

Georges Enescu

(1881 - 1955)

 

Le Ménétrier (O Violinista do campo)

 

Joseph Haydn
(1732 - 1809)

Trio em sol maior Hob. XV:25
Andante
- Poco Adagio. Cantabile
- Rondo all’Ongarese. Presto

Arnold Schönberg
(1874 - 1951)

Die eiserne Brigade (A brigada de ferro)

Samir Odeh-Tamimi
(1970)

Shatila

Ludwig van Beethoven
(1770 - 1827)

Trio op. 11
- Allegro con brio
- Adagio
- Tema con variazioni

Gilberto Mendes

(1922 - 2016)

 

Seul un urubu solitaire 

Brasílio Itiberê da Cunha Luz
(1896 -1967)

Suíte litúrgica negra
- Xangô
- Ogum
- O protetor Exu

Baden Powell
(1937)

Canto de Ossanha
Canto de Xangô

Marcus Julius Lander, clarineta
Jesús Reina,
violino

Sofia Leandro, violino
Iberê Carvalho, viola
Elise Pittenger, cello
Isadora Rezende, piano
Gustavo Carvalho, piano

Sr_Prego.jpg

19h30 

MÚSICA

Congado Nossa Senhora do Rosário e Escrava Anastácia

A tradição do congado é mantida na cidade pelo Congado Nossa Senhora do Rosário e Escrava Anastácia. O capitão Prego convida a todos para um cortejo pelas ruas do centro histórico de Tiradentes.

Saída: Largo do Sol

Captura de Tela 2022-10-29 às 16.34.53.png

20h30 

ARTES CÊNICAS

Luiza Mahin...eu ainda continuo aqui

Centro Cultural Yves Alves
R. Direita, 168
R$40 / R$20 (meia-entrada)

A partir dos relatos de mães negras contemporâneas, vítimas do extermínio de seus filhos e do feminicídio, e da personagem Luiza Mahín, nascida no início do século XIX, mãe do advogado abolicionista e jornalista Luiz Gama, vendido como escravo pelo próprio pai, esta tragédia contemporânea traze à tona o genocídio de jovens negros das periferias e joga luz sobre essa cíclica separação forçada dos filhos que acomete as populações negras há séculos.

Texto: Márcia Santos
Idealização, coordenação e diração de produção: Cyda Moreno
Direção artística e corporal: Édio Nunes
Direção musical e preparação vocal: Jorge Maya
Elenco: Cyda Moreno, Marcia Santos, Tais Alves e Jonathan Fontella
Atriz convidada: Marcia do Valle
Cenário e figurinos: Wanderley Gomes
Trilha sonora original: Jorge Maya e Regina Café
Vozes dos policiais: Thelmo Fernandes, Marcelo Escorel e Gedivan de Albuquerque
Voz de Luiz Gama: Deo Garcez
Percussão: Regina Café
Desenho de luz: Valdecir Correia
Técnico de luz e operação: Rafael Tulatti
dição de vídeo: Madara Luiza
Fotografia: Cláudia Ribeiro e Cristina Granato
Apoio de pesquisa histórica e letra música Calma preta: Aline Najara
Técnico de som e sonoplastia: Thiago Silva