Programação 2022

rosa-dosventos copiar.png

NOVEMBRO

mapa_brasil copiar.png

16h 

CICLO DE IDEIAS

Terras indígenas, guerras de invasão

Sobrado Quatro Cantos

R. da Câmara, 53

Gratuito

O imenso território que hoje conhecemos como Brasil ou, mais amplamente, o território que os europeus denominavam como Novo Mundo – o continente americano –, pertencia e, a rigor, pertence ainda (deveria pertencer) aos povos originários. No entanto, desde os primeiros contatos com os europeus, os milhares de povos indígenas que viviam no continente, nos dois hemisférios, sofrem um processo contínuo de usurpação, cujos sinais mais evidentes são a contínua invasão de suas terras e o desaparecimento de seus povos, por meio de projetos de extermínio em massa, tal como a guerra declarada por D. João VI, em 1808, e que terminou, segundo a história oficial do país, apenas em 1831, nove anos após a proclamação da Independência, a Guerra contra os Botocudos – expressão preconceituosa utilizada pelos europeus para designar os indígenas de diversas etnias hoje referidas como Borum. Nesta mesa pretende-se abordar questões históricas e políticas que atravessam, contemporaneamente, a causa indígena, os direitos constitucionais, de reconhecimento e defesa dos territórios e as condições para a permanência da vida no planeta.

Cristino Wapichana
Eliane Brum
Ricardo Siri

 

Mediação: Lorena Anastácio

Co-realização: UFMG, Campus Cultural e Instituto Rouanet

Anita Malfatti - Casal caipira_edited.jpg

18h 

ARTES VISUAIS

Retratos modernistas do Brasil

Centro Cultural Yves Alves

R. Direita, 168

Gratuito

Através de pinturas de três artistas que viveram os turbulentos dias de fevereiro de 1922, quando acontecia em São Paulo a Semana de Arte Moderna, e obras de outros pintores influenciados pelo movimento, a exposição "Retratos modernistas do Brasil" tece também diálogos com as paisagens mineiras e com o próprio município de Tiradentes, cujo patrimônio arquitetênico foi preservado, em parte, graças à viagem dos Modernistas pelas Minas Gerais.

 

Obras de Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Vicente do Rego Monteiro, Milton da Costa, Roberto Bule Marx, José Pancetti, Alberto da Veiga e Guignard. 

Curadoria: Luiz Gustavo Carvalho
Período expositivo: 18 de novembro a 11 de dezembro.

DSC02006.jpg

18h 

ARTES VISUAIS

 Cordéis da nossa história 

Centro Cultural Yves Alves

R. Direita, 168

Gratuito

Os participantes da Ação Cultural Artes Vertentes apresentam as histórias de pessoas que contribuíram e contribuem com a construção da nossa História. Ao lado de pessoas importantes para o cotidiano das crianças, adolescentes e adultos que fazem parte do projeto, a exposição coloca em cena também outras versões da história, através de vozes historicamente silenciadas em nossa sociedade.

Curadoria: Ísis Alcântara, Ísis Bey e Luiz Gustavo Carvalho

Período expositivo: 18 nov a 11 dez

Semana-de-Arte-Moderna-de-1922-ainda-reverbera0316530700202202151610.jpg

19h 

LITERATURA

Ecos de uma semana que sacudiu o Brasil

Jardim do Centro Cultural Yves Alves

R. Direita, 168

Gratuito

Performance literária realizada a partir das vozes que ecoavam no Brasil de 1922, protagonistas da Semana de Arte Moderna ou periféricas ao movimento modernista.

Ricardo Domeneck
Edimilson de Almeida Pereira
Prisca Agustoni
André Capilé

a285e7ad0978572e182089d07d96a77e_edited.jpg

20h

MÚSICA

Quando o norte é o sul!

Igreja São João Evangelista

R. Padre Toledo, 242

R$40 / R$20 (meia-entrada)

Um redesenho do mapa da música com obras evocativas do Sul da Europa e do Sul da América.

 

Isaac Albéniz

(1860 - 1909)

 

El Albaicín (de Iberia)

Tango (transcrição Fritz Kreisler)

 

Claude Debussy

(1862 - 1918)

 

Soirée dans Grenade (de Estampes)

Minstrels (de Prelúdios I)

 

Heitor Villa-Lobos

(1887 - 1959)

 

Terceira Sonata para violino e piano

- Adagio non troppo

- Allegro vivace scherzando

- Molto animato e finale

 

O ginete do pierrozinho

A folia de um bloco infantil

 

Astor Piazzolla

(1921 - 1992)

 

Le grand Tango

Alexandra Soumm, violino
Sofia Leandro, violino
Iberê Carvalho, viola
Gustavo Carvalho, piano
Isadora Rezende, piano
Mattheus Versiani, piano